7

 

ela tem outras

tatuagens escondidas

 

essa eu já sabia

antes mesmo

de cortar a carne

 

pois ela é

riso na carne

 

mais do que choro

 

pois ela é

alegria na carne

 

mais do que

a gente vê

 

pois queremos

muitas vezes

a coisa errada

a marca errada

e ela não pode

ser vista assim

 

tem que se

olhar pelo

canto do olho

 

como quem

 

disfarçadamente

 

 a observa

por trás

das folhas

das árvores

 

brincando

distraídamente

no silêncio

do seu quarto

 

Anúncios

5 Respostas to “7”

  1. cara, gostei bastante desse poema…
    ficou bem leve…
    e o final tá do cacete.

    abrasssssssssssssssss

  2. Muito bacana aqui também, lindos textos!

  3. Eu gosto demais daqui também, a propósito, fica uma pulga atrás da orelha neste poema (eu adoro quando isso acontece)..Quem é ela? Pode ser todas elas? por trás das folhas do caderno dela….hihihi

  4. excelente teu texto também, obrigado pela visita ao casa de Paragens

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: