2

 

 
meu cão sente saudades de mim.
 
ele fica embaixo da janela do quarto

 

 

e fica chorando.  

 

 

 

ele chora.

hoje não nos vimos e ele quer

minha companhia.

 

enquanto isso permaneço

aqui escrevendo um

poema para retribuir-lhe

tanto amor.

 

ele ama.

 

geralmente eu é que sou

o cão dos outros.

 

o que vai até a janela

de outrem implorar por companhia.

 

não choro.

 

meu cão tem mais coragem que eu

 

e não tem medo de pedir-me nada.

 

ele não sabe

mas muitas vezes

abraçá-lo me salvou a vida.

 

ele olha.

 

e retribuo com um poema

que ele jamais irá ler.

Anúncios

5 Respostas to “2”

  1. “geralmente eu que sou o cão dos outros”
    ele não sabe

    “mas muitas vezes
    abraçá-lo me salvou a vida.

    ele olha.

    e retribuo com um poema
    que ele jamais irá ler.”

    do cacete, hem, seba?
    curti pacas!

    já te add…trabalho das 3 as 11, e geralmente entro antes ou depois…
    quando da no trampo, mas eh mais raro…
    mas certo que a gente se cruza, em breve…!

    abrassssssssssssssssssssss

  2. Samara Zukoski Says:

    gostei muito, muito mesmo =´)
    .

  3. Porra Seba, muito bom cara.

  4. muito bom!

  5. Meu cachorro também fica à minha janela, chorando por minha companhia… e eu, que nem sei fazer poemas!

    Gostei demais de tudo por aqui.

    [e obrigada pelo seu comentário no meu blogue, que me fez conhecê-lo, deixo um beijão!]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: